//A fertilidade equina

A fertilidade equina

As éguas são poliéstricas sazonais, significa que os seus cios ocorrem em determina época do ano que, principalmente, coincide com a primavera. Durante este período ovulam em média a cada 21 dias, sendo este o momento chave para a cobrição.

COMO SE INICIA O PROCESSO REPRODUTIVO?

Este processo começa com a seleção dos progenitores. Para isso, há que ter em conta vários fatores:

  1. Seleção dos garanhões

As características de eleição do garanhão são:

  • Morfologia: fundamentalmente a estética do cavalo;
  • Atitude: preferência por cavalos de sangue frio ou quente;
  • Valor genético: predileção pela conservação da raça;
  • Evitar: garanhões com problemas físicos, patologias, alterações do comportamento ou caracteres hereditários negativos.

2 – Seleção da égua

As características de eleição das éguas também cumprem objetivos morfológicos e de atitude. No entanto, o motivo principal da seleção da égua está no seu valor genético.

horse-2031086_1920.jpg

TODOS OS CAVALOS ESTÃO APTOS PARA REPRODUÇÃO?

Existem muitas variações individuais de fertilidade entre cada cavalo, já que nem todos têm as mesmas características. Por isso, é importante fazer um exame prévio de modo a garantir que o animal está apto para a reprodução.

  • O cavalo

Os garanhões ótimos para a reprodução apresentam um mínimo de 2.000 milhões de espermatozóides com motilidade progressiva e morfologia normal no seu ejaculado. Para saber se o garanhão se encontra dentro deste nível é necessário realizar um espermograma. Esta técnica permite avaliar a qualidade do sémen. Assim, sabemos a composição do ejaculado, a concentração de espermatozóides e se existe alguma anomalia morfológica.

  • A égua

Na maioria dos casos, a causa da infertilidade da égua provém da sua função uterina. Entre elas, a mais comum é a endometrite crónica, que consiste na inflamação do endometrio, uma das camadas do útero.

Para evitar esta afeção, o ideal é realizar uma citologia uterina, obtendo daí resultados fiáveis que mostram se a égua tem endometrite e em que grau está. Deste modo, poderemos evitar que se inicie um processo de infertilidade.

Outra causa que pode dificultar a capacidade da égua em conceber é a obesidade. Para prevenir é imprescindível controlar de forma exaustiva a nutrição da égua durante a pré-gestação, assim como durante todo o processo reprodutivo.

animals-3642848_1920.jpg

Por último, o síndrome metabólico equino é um problema hormonal, associado a equinos maiores, que afeta diferentes órgãos da fêmea, influenciando negativamente o processo hormonal de fertilidade e gestação. Para prevenir, podemos dar atenção à nutrição, fornecendo alimentos ricos em fibra e sem ácidos gordos, assim podemos evitá-lo potenciando a motilidade do animal.

O PROCESSO DE MONTA

De forma natural, um cavalo montaria uma égua por dia. Como em épocas de reprodução interessa-nos aumentar esse índice de fertilidade, a técnica mais utilizada é a inseminação artificial. Este processo inicia-se com a obtenção do sémen do cavalo com uma vagina artificial e um manequim.

monta.png

Instituto de Estudios Aplicados (Junio 2017). Reproducción equina en el Hospital de la UCM. [Imagen]. Recuperado de http://www.idea.lu/reproduccion-equina-hospital-la-ucm-madrid/

No caso do garanhão, para a recolha de sémen para a inseminação artificial, um instrumento perfeito é a vagina completa Missouri, que inclui vagina de látex, coberta de couro, coletor e adaptador. Tem a vantagem sobre as outras vaginas artificais porque é leve e facilmente manuseável, permitindo variar as constantes de pressão e temperatura facilmente.

Uma vez concluida a recolha de sémen este pode ser processado por três métodos diferentes:

  • Sémen fresco: insemina-se a égua diretamente após a recolha, dividindo o ejaculado para várias fêmeas.
  • Sémen refrigerado: refrigera-se o sémen para que possa ser enviado para locais distintos.
  • Sémen congelado: é armazenado a -172ºC em nitrogénio líquido para utilizar quando for necessário.

Para melhorar a qualidade do sémen, esteja este fresco, refrigerado ou congelado, são utilizadas soluções diluentes para ajudar a conservar o sémen. Alguns destes diluentes também aumentam a motilidade do sémen graças à sua composição (glucose, bicarbonato de sódio, antibióticos e água destilada | Osmoralidade de 375 mOS, Ph7).

Alguns exemplos de diluentes que se pode encontrar no mercado são o INRA 96 ou o Hippex. Este último tem a vantagem de ser um preparado em pó que mantém melhor as suas características até ser preparado; Além disso, uma vez preparado, pode ser congelado mantendo as suas propriedades e tornando o seu uso mais rentável.

inra + hippex

Em qualquer caso, o processo de tratamento de sémen que nos proporciona um maior nível de fertilidade é a utilização de sémen fresco.

VANTAGENS DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

De seguida, enumeramos as mais destacadas:

  1. Redução de doenças: a inseminação artificial reduz o risco de transmissão de doenças infecciosas ou outro tipo de doenças.
  2. Ausência de lesões: diminui o perígo de lesões entre os animais durante a monta natural. O garanhão evita possíveis coices da égua e, por outro lado, a égua evita possíveis dentadas ou arranhões do garanhão.
  3. Controlo mais rigoroso: este processo requer um controlo mais exaustivo do processo reprodutivo da égua e dos seus ciclos.
  4. Eliminação de barreiras geográficas: o transporte de sémen facilita a reprodução entre animais de diferentes pontos geográficos uma vez que é mais fácil transportar o sémen do que transportar o cavalo para o local onde a égua se encontra.
  5. Possibilidade de melhoramento genético: sendo um processo artificial, permite selecionar o sémen com melhor motilidade e qualidade, garantindo um alto valor genético aos poldros.
5274131b9aed9_907_510.jpg

Agritotal (2018). ¿Inseminación artificial o monta dirigida? [Imagen]. Recuperado de http://www.agritotal.com/nota/inseminacion-artificial-o-monta-dirigida/

A inseminação artificial está cada vez mais expandida e apresenta grandes benefícios em relação à monta natural, sendo utilizada em mais de metade dos processos de gestação em equinos.

By | 2019-03-28T15:48:46+00:00 4 Janeiro 2019|Sin categoría|0 Comments

About the Author: