//O cavalo de desporto

O cavalo de desporto

Entendemos como cavalo de desporto o equino cuja principal qualidade é a sua capacidade para a atividade desportiva equestre, competindo numa ou em várias disciplinas a nível profissional (obstáculos, dressage, raides, etc).

Do ponto de vista atlético, a figura do cavalo de competição corresponde a um desportista de elite com altas necessidades de rendimento. Por isso, precisará de um suporte nutricional especifico, assim como uma série de tratamentos e rotinas desportivas específicas.

A nível técnico, o cavalo de desporto espanhol encontra-se registado no Livro Genealógico CDE, criado a pedido de ANCADES (Associação Nacional de Criadores de Cavalos Espanhóis).

A IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NA COMPETIÇÃO

Uma correta nutrição possibilita ao cavalo de desporto manter um alto nível de treino. Em concurso, o animal está submetido a um importante esforço físico, o qual aumenta, a um nível colosal, a necessidade de energia num período de tempo muito reduzido.

É necessário encontrar um equilibrio entre a energia que o cavalo consome e a energia que o cavalo ingere.

Se gasta mais do que ingere, perde condição física; e se é ao contrário, engorda. Em qualquer caso, não estará na condição física ideal para entrar em competição.

Durante o concurso, o cavalo retira energia da oxidação de ATP, adenosina trifosfato. Por outras palavras, o sistema utilizado pelo animal para obter energia para o movimento. Quando se consome esta energia, especialmente numa atividade desportiva de élite, existem dois caminhos para recuperar: a glucose e a gordura.

QUE REQUERIMENTO NUTRICIONAL PRECISA UM CAVALO DE DESPORTO?

Perante estas necessidades energéticas, é evidente que o cavalo de competição precisa de uma dieta específica, adaptada ao seu trabalho diário. Assim, deve conter alimentos e suplementos que aportem uma dose extra de energia, proteínas, eletrólitos, cálcio e fósforo.

Agora, vemos quais são estes requisitos de forma individual:

1. Aporte extra de energia: deve-se administrar um cereal rico em nutrientes energéticos como a aveia, a qual tem um efeito estimulante para o cavalo e dá-lhe energia para o concurso. No entanto, antes da competição, são muito úteis os boosters de energia como o Bioactive da TRM, em formato de seringa.

2. Vitaminas: alimentos como a sêmea de trigo podem fornecer diferentes grupos de vitaminas, como a vitamina B e a vitamina E. Os suplementos orais a este respeito também são muito importantes. O Speed X Cell e o Multiplex da TRM contêm todo o aporte vitamínico necessário para manter o desempenho ideal do cavalo.

3. Proteínas: podem ser fornecidas de forma natural com os alimentos como a alfafa, que tem um alto índice proteico e é comum na alimentação de cavalos de corrida, ou por suplementação. Nesse sentido, o Pure Power Creatin da TRM é um complemento perfeito para a competição, pois contém creatina, essencial para o desenvolvimento muscular do cavalo.

4. Açúcares: entre os açúcares destacam-se os melaços que contêm a maior parte das rações, o qual melhora a palatabilidade e aglutina o muesli, evitando a formação de poeira. Além disso, podemos fornecer produtos naturais com alto teor de glucose, como o Garlic, Honey & Glucose da TRM, que é um excelente substrato energético para cavalos em treino.

5. Minerais: no concurso, o cavalo precisa de um aporte extra de cálcio, fósforo e ferro, imprescindíveis para restaurar rapidamente o equilíbrio eletrolítico e evitar a desidratação e/ou acidose.

A ARTE DO MANEIO NA COMPETIÇÃO

Além da nutrição, é muito importante conhecer as bases de um bom treino adaptado a cada disciplina. Entender como o cavalo funciona de forma natural e domesticá-lo para obter o melhor desempenho possível, sempre priorizando a sua saúde, é a chave para alcançar o sucesso desportivo.

Neste contexto, devemos ter em conta a raça e o temperamento do nosso cavalo. Portanto, se competirmos em saltos ou corridas, com cavalos de sangue quente, é aconselhável fornecer suplementos naturais antes do concurso que acalmem o animal. Produtos como o Good As Gold + Magnesio da TRM irão ajudar no maneio do animal durante a competição.

Por outro lado, se competirmos em dressage ou raides, e os nossos cavalos forem animais mais calmos e de sangue frio, o ideal é fornecer suplementos que revitalizem a sua atividade, como o booster mencionado anteriormente,o Bioactive.

Por último, independentemente do exercício realizado pelo nosso cavalo, é importante fornecer eletrólitos que ajudem a hidratar e a recuperar os minerais após a competição. Exemplos disto são o Electrolyte Gold (pó) ou o Superlyte (pasta).

Em conclusão, a equitação é todo um desporto em que o cavalo é um profissional de elite e o seu cuidado é imprescindível para garantir a sua saúde e obter um bom desempenho nas competições.

By | 2019-03-29T13:45:43+00:00 29 Março 2019|Sin categoría|0 Comments

About the Author: