//Problemas digestivos do cavalo

Problemas digestivos do cavalo

O sistema digestivo dos cavalos é um dos pontos fracos destes animais. Em geral por serem herbívoros têm um estômago pequeno, onde o alimento não leva mais de duas horas para se degradar. A partir daí, continua até o intestino, onde os alimentos permanecerão por cerca de dez horas e onde as grandes funções digestivas do processamento e absorção de nutrientes são cumpridas. É por isso que patologias gástricas são frequentes em cavalos.

Estrutura do estômago

O estômago em uma estrutura tubular que se dobra e aumenta para abrigar o alimento. Contém uma parte inferior coberta com mucosa glandular, onde é gerada toda a secreção de ácidos e substâncias que ajudam na digestão. E uma área superior chamada aglandular, onde não há secreção ácida, mas tem uma função mais mecânica para degradar os alimentos. A capacidade gástrica do cavalo é equivalente a 4% do seu peso, ou seja, ele pode acomodar de 8 a 12 quilos apenas no estômago.

Quais são as patologias mais frequentes que afetam o estômago?

As patologias digestivas podem ser diversas, inflamação (gastrite), processos ulcerativos (úlceras gástricas), processos tumorais, processos parasitários, hérnias. É a mais comum a gastrite e uma das mais delicadas a úlcera gástrica. Quando aparece uma patologia gástrica, especialmente nos processos inflamatórios, erosivos ou ulcerativos, eles geram estados de dor e desconforto, diminuindo significativamente o desempenho principalmente nos cavalos que estão em competição ou no trabalho.

Como podemos evitá-los?

A prevenção de patologias digestivas começa desde a alimentação que fornecemos ao nosso cavalo e ao seu meneio. Recomenda-se não deixar o estômago vazio com longos períodos de jejum e, para isso, a administração da dose diária três vezes ao dia é melhor do que em uma dose única. Devemos controlar a quantidade de grãos e forragens que o nosso animal precisa, de acordo com a disciplina que realiza.

Se não podemos mudar os métodos de maneio da quadra, dispomos suplementos que nos ajudam a melhorar a saúde gástrica e digestiva. É o caso do GNF da TRM que, por meio de diferentes apresentações em pellets e pasta, nos ajuda a prevenir e tratar úlceras gástricas. Ou como Synbiovit em pó e Diazorb pasta, ambos com uma composição baseada em prebióticos e probióticos que ajudam a aumentar a digestibilidade dos nutrientes, aumentando a atividade e a proliferação de bactérias benéficas no intestino. Também dispomos de suplementos, como Sand x Pell, que ajudam a prevenir cólicas pela areia nos animais que pastam em áreas arenosas.

A importância de ajudar a combater patologias digestivas reside em ajudar o animal a estar em sua melhor forma e proporcionar o maior bem-estar possível.

By | 2019-11-08T10:07:18+00:00 8 Novembro 2019|Sin categoría|0 Comments

About the Author: