//OCD ou Osteocondrite Dissecante

OCD ou Osteocondrite Dissecante

OCD ou osteocondrite Dissecante é uma doença de crescimento frequente em cavalos. Esta doença afeta a cartilagem óssea e articular. Estudos demonstraram que até 25% dos cavalos afetados podem ter dor ou claudicação enquanto que os restantes animais permanecem subclínicos (sem sintomas). Esta doença pode aparecer em qualquer estágio da vida do cavalo e especialmente em raças que têm um crescimento rápido.

Como a OCD surge?

Embora as causas desta doença não sejam exatas, as lesões e o efeito sobre o desempenho do cavalo são semelhantes em todos os animais.

A osteocondrose desenvolve-se em resposta a problemas de fluxo sanguíneo na articulação. A cartilagem articular e a parte do osso que fica logo abaixo deste (osso subcondral) são estruturas muito vascularizadas. Esses vasos sanguíneos são responsáveis ​​por trazer nutrientes para essas áreas. Quando há falta de irrigação, há morte celular e degeneração do osso subcondral. Isso faz com que o osso não possa segurar a cartilagem e que, em um momento de alta pressão, colapsa, dando-se uma rotura parcial da cartilagem e o desprendimento desta.O fracasso da vascularização pode ocorrer por várias razões, por exemplo por infeção bacteriana da articulação, trauma ou fatores hereditários. Esses fatores hereditários são favorecidos pela seleção de animais grandes e de crescimento rápido por criadores.

Também foi demonstrado que os fatores nutricionais podem afetar a vascularização da articulação. Dietas com alta energia, além de tornarem o crescimento do potro mais rápido, tornam a cartilagem articular mais espessa, causando assim uma maior demanda de fluxo de sangue para a nutrir. Assim que há uma ligeira falta de vascularização da área a cartilagem é afetada.

COMO DETECTAR ESTA DOENÇA?

O primeiro sinal encontrado no cavalo é a inflamação na articulação, acompanhada de calor na área e claudicação. Esta inflamação geralmente ocorre a partir dos 5 meses de idade, embora em muitos cavalos só apareça quando começam o trabalho diário. O grau de claudicação pode variar consoante a localização e gravidade da OCD.

A articulação mais propensa a sofrer Osteocondrite dissecante é a do curvilhão.

Ao primeiro sinal de inflamação devemos chamar o veterinário para diagnosticar a presença ou ausência de OCD. Para fazer isso, o veterinário normalmente têm que fazer três tipos de exames:

  • Exame físico geral: Primeiro, um exame geral para encontrar dados que possam ajudar a identificar a causa de claudicação.
  • Exame físico à articulação: a claudicação irá criar desequilíbrios nos andamentos do cavalo. A realização do teste de flexão e bloqueios anestésicos para identificar exatamente a área afetada são muito importantes.
  • Exame radiológico: na radiografia pode-se observar um defeito na cartilagem do osso subcondral. Além disso, a OCD é geralmente uma condição bilateral, ou seja, normalmente afeta as articulações de ambas as mãos ou os dois pés. Isso requer que as duas extremidades sejam radiografadas radiografias.

TRATAMENTO E PREVENÇÃO

Para decidir o melhor tratamento, deve-se avaliar a gravidade da lesão e o tamanho do fragmento. Os pequenos fragmentos às vezes podem ser tratados com anti-inflamatórios, infiltrações da articulação e repouso, sem realmente recorrer a opção cirúrgica.No entanto, quando os fragmentos são grandes é aconselhável recorrer à cirurgia de forma a remover os fragmentos.

A prevenção desta doença começa quando o poldro ainda está no útero. Ao adicionar à dieta suplementos como CALPHORMIN à base de macrominerais, oligoelementos e aminoácidos, vamos ajudar no crescimento adequado do poldro. Este suplemento equilibra a dieta e fornece nutrientes essenciais para o desenvolvimento do esqueleto. Estudos científicos demonstraram que há uma redução significativa de doenças articulares em potros cujas mães foram suplementadas com CALPHORMIN.Calphormin-para-OCD

A dieta do poldro também é crucial. É aconselhável utilizar uma dieta com pouco energia para evitar um crescimento muito rápido do animal. Conforme discutido anteriormente, esse crescimento promove doenças como a OCD.

O próximo passo é maneio do jovem cavalo. É altamente recomendável que o potro durante seus primeiros meses e anos de vida viva no prado. Isso ajudará no momento do desbaste, de modo que a mudança de atividade não seja tão abrupta e o desenvolvimento muscular seja apropriado. O trabalho deve ser progressivo se quisermos evitar a ocorrência de OCD.

Assim que o treino começa é altamente recomendável administrar condroprotectores como STRIDE na dieta. Este suplemento nutricional combina glucosamina, sulfato de condroitina e MSM para obter a nutrição ideal da cartilagem. Ao administrar este suplemento e STRIDE MP como condroprotector de manutenção, aumentamos a concentração de glucosaminoglicanos, o que ajudará a compressão e hematomas nas articulações.Strides

By | 2018-02-26T18:27:31+01:00 27 Setembro 2017|Sin categoría|0 Comments

About the Author: