//Rabdomiólise em Equinos

Rabdomiólise em Equinos

O síndrome da rabdomiólise (ERS) é um problema grave que afeta todos os tipos de cavalos, conhecida, também, como mioglobinúria paralítica ou azotúria ou doença de segunda-feira. Existe uma grande controvérsia sobre qual é a causa desta síndrome. Chegou-se à conclusão que esta patologia engloba uma série de doenças que provocam uma lesão comum, a destruturação e a posterior necrose do tecido muscular devido ao exercício inapropriado e dor muscular.

O desenvolvimento desta doença está relacionado com rotinas de exercício, com o sexo, idade, temperamento, dieta e presença de claudicações.

Em cavalos de lazer se passam a semana toda sem trabalhar e quando chega ao fim-de-semana realizam um exercício intenso, oque provoca o aparecimento desta doença na segunda-feira.

Quais são os sintomas típicos?

Os sinais clínicos da ERS ocorrem depois do exercício. Os mais comuns são a rigidez e dor muscular. Ocorrem essencialmente nos músculos da zona posterior do dorso e zona da garupa.

Outros sintomas que aparecem são a sudorese excessiva, respiração rápida e superficial, aumento da frequência cardíaca e tremores musculares. Em casos mais excessivos os animais podem recusar andar e produzir uma urina de cor escura devido à libertação de mioglobina proveniente dos músculos e que é excretada pelos rins.

Os sintomas de ERS podem ser inexistentes indo até graves. Em processos mais graves produz-se um dano excessivo no tecido muscular que pode levar à insuficiência renal por saturação do rim por mioglobina.

CLASSIFICAÇÃO DA Rabdomiólise E AS SUAS CAUSAS

Esta patologia divide-se em dois tipos: crónicas e esporádica.

A forma crónica provoca episódios repetidos com grande frequência sem ter havido um exercício forte. Deve-se a várias causas, como a rabdomiólise esforço recorrente, a miopatia por armazenamento de polissacarídeos tipo 1 e tipo 2, a hipertermia maligna (MH) e miopatia miofibrilar.

A miosite esporádica caracteriza-se por um episódio isolado ou pouco frequente de necrose muscular devido ao exercício.

Todas as raças de cavalos podem sofrer da ERS. Os cavalos que apresentam a forma esporádica não têm nenhum defeito no seu músculo. A causa mais comum relaciona-se com o exercício que excede a capacidade desportiva do cavalo, normalmente depois de períodos de inatividade de dias, semanas ou meses.

Também pode ter como causa dietas hipercalóricas ou dietas com deficiência em sódio, vitamina E, selénio ou um desequilíbrio na proporção cálcio: fósforo. Estas deficiências dão-se em dias com muito calor e humidade, nos quais há perda rápida de líquidos e eletrólitos através do suor e existe um esgotamento das reservas de energia.

Em alguns casos os cavalos são mais propensos a sofrer de rabdomiólise depois de infeções respiratórias. Portanto é mais recomendável não trabalhar como os cavalos que tenham febre ou sinais respiratórios.

MANEIO DOS CAVALOS COM RABDOMIOLISE ESPORÁDICA

Antes de mais nada, se existem suspeitas que o cavalo sofre desta afeção, devemos avisar o veterinário responsável com alguma urgência.

O veterinário irá realizar uma análise ao sangue e avaliar os níveis de enzima CK, que serve como diagnóstico desta doença. Em alguns casos de rabdomiólise crónica é necessário fazer uma biopsia muscular para saber qual a causa desta,

Por outro lado, podemos utilizar métodos para prevenir esta doença, como por exemplo um programa de exercícios bem desenhado e uma dieta nutricionalmente equilibrada em vitaminas e energia.

Em alguns casos, as deficiências de vitaminas, minerais e eletrólitos podem causar dor muscular e rigidez no cavalo. Quando as deficiências incluem vitaminas E e Selénio deve-se regular as quantidades na dieta para que estas eliminam a ação dos radicais livres com as células. A dieta específica para animais com esta doença é rica em selénio e vitamina E. O VITA-E PLUS de TRM é um suplemento que apresenta este mineral e vitamina requerida.

Para além disso os cavalos alimentados com dietas pobres em eletrólitos como sódio, potássio e cálcio são mais propensos a sofrer de rabdomiólise. Nas alturas de muito calor, suplementar a dieta com ELECTROLYTE GOLD de TRM, irá restabelecer as perdas que ocorrem através do suor e irá diminuir a incidência de miosite.

Para prevenir que os cavalos sofram desta doença devemos começar por regular a produção de ácido láctico. Este é um ponto estratégico com a finalidade de evitar lesões musculares durante o exercício intenso. A suplementação com NEUTRACID da TRM ajuda a neutralizar o ácido láctico e a compensar os sais alcalinos graças à sua composição à base de citrato de sódio e ácido cítrico.

productos-prevención-rabdiomiolisis

By | 2018-02-26T18:27:57+01:00 4 Outubro 2017|Sin categoría|0 Comments

About the Author: