//O cavalo nervoso

O cavalo nervoso

O caráter do cavalo é um aspecto muito importante e variável, depende de cada animal em particular, a raça, o maneio e até mesmo o sexo do animal entre muitos outros fatores.

A maioria das vezes, um carácter mais calmo ou mais ativo torna esse cavalo certo para determinada disciplina.

Em algumas disciplinas, um cavalo muito “nervoso” pode ser complicado. Como é o caso da disciplina dressage, onde são necessários cavalos mais calmos e equilibrados do que noutras disciplinas, como as corridas.

O forte temperamento de um cavalo afetará tanto o tempo para realizar o trabalho pedido pelo cavaleiro, como no trabalho “à mão”, onde pode tornar-se tedioso e até perigoso para o cavaleiro e para as pessoas ao seu redor.

Além disso, o constante estado nervoso do cavalo pode afetar o estado de saúde do animal. Esses cavalos são propensos a diminuir o seu peso e a massa muscular devido ao stress contínuo que sofrem. Também é mais provável nesses animais o desenvolvimento de úlceras gástricas com a passagem do tempo. Essas úlceras dão origem a cólicas e, com isso, a carreira desportiva do cavalo e a sua vida ficarão comprometidas.

Porque há cavalos que se tornam nervosos?

Embora a definição de um cavalo como um animal nervoso dependa das diferentes características do mesmo animal, também pode ser causada por aspectos externos.

Momentos específicos que gerem stress ao animal. Este pode ser o caso de cavalos de competição sujeitos a transportes e deslocamentos contínuos. Embora não seja apenas o transporte stressante, também o dia da competição tende a aumentar o seu estado de excitação e nervos.

Do mesmo modo, também há situações na rotina diária do animal que podem fazer com que o cavalo tenha esse carácter nervoso. Um maneio ríspido no estábulo ou uma alimentação baseada em cereais e hidratos de carbono são fatores determinantes.

Como podemos evitar o aumento do nervosismo do cavalo?

Para reduzir os momentos de stress que o cavalo pode sofrer, podemos incidir sobre três pontos: maneio, alimentação e uso de suplementos.

  1. O maneio do cavalo nervoso é muito importante nos estábulos. Cada cavalo é diferente mas existem pontos-chave para controlar esse estado. Por exemplo, um cavalo com este temperamento não deve estar fechado no estábulo durante todo o dia. Sair para a pastagem por algumas horas e estar em liberdade ou semi-liberdade favorecerá que ele possa correr e exercitar-se durante uma boa parte do dia. Devemos ter em mente que o cavalo é um animal que, nas suas origens, vivia em liberdade contínua, não estável.

Também podemos minimizar as circunstâncias stressantes. É conveniente colocar os cavalos castrados numa área longe das éguas ou evitar a passagem das mesmas. Caso contrário, os cavalos serão mais perturbados e esse estado indesejável de excitação pode persistir por algum tempo.

 

  1. A alimentação também pode relaxar o nosso cavalo. Está demonstrado que os cavalos que são alimentados com dietas ricas em hidratos de carbono, isto é, com alto teor de amido, favorecem o aumento do carácter nervoso. O amido é encontrado nos cereais e é a fonte de energia explosiva ou de curta duração. Existem cavalos que toleram muito bem os cereais na sua dieta e não apresentam sintomas, mas outros são muito sensíveis ao amido.

Portanto, outro método para controlar esse estado de exaltação nos cavalos é reduzir ou eliminar esse ingrediente das dietas. Devemos ter em conta que, ao remover o alto teor de amido da dieta, fonte de energia, é necessário adicionar óleos. Os óleos são produtos que são usados como fonte de energia “fria” ou duradoura. Devemos lembrar sempre que, ao adicionar um óleo à ração, teremos que adicionar um antioxidante como a vitamina E.

Uma excelente combinação dietética para estes cavalos que lhes são eliminados os cereais da dieta é o óleo de CURRAGH CARRON composto de óleo de linhaça que aumenta o nível de energia e VITA – E PLUS, suplemento antioxidante. Ambos os produtos pertencem à casa TRM. Ao adicionar esses dois suplementos à dieta, estamos a assegurar que o nosso cavalo obtém a energia necessária para o trabalho diário e para a competição.

currag-+-vita-e.jpg

3. Por último, também se pode adicionar à dieta destes cavalos os suplementos à base de Magnésio e L-Triptofano. É demonstrado que essas moléculas têm grandes benefícios como:

  • Acalmar os cavalos nervosos e excitados;
  • Relaxar os músculos;
  • Desacelerar a frequência cardíaca
  • Diminuir a absorção dos açúcares no sistema digestivo
  • Diminuir o risco de laminites.

Da mesma forma, é aconselhável adicionar à dieta destes cavalos GOOD AS GOLD + MAG e GOOD AS GOLD Pasta da TRM, suplementos à base de Magnésio e L-Triptofano que ajudam a reduzir o estado de excitação do animal. GOOD AS GOLD + MAG é um suplemento em pó, ideal para ser administrado diariamente com a ração. Encontramo-lo também sob a forma de seringa (pasta oral), GOOD AS GOLD Pasta, indicada para momentos específicos, como a ferração, o transporte ou o dia da competição. Um ponto importante é que ambos os produtos não acusam doping, logo, dá-nos vantagem administrá-los 30 minutos antes das competições numa situação de stress, de modo que o cavalo fique calmo no momento da prova.

good-as-gold-mag-y-pasta

By | 2018-02-26T13:06:45+01:00 3 Janeiro 2018|Sin categoría|0 Comments

About the Author: